Saltar para o conteúdo

O que é meditação transcendental?

A meditação transcendental é como toda as outras meditações, visa o bem-estar da mente e do corpo. Com apenas uma diferença, ela não exige que você utilize toda sua concentração em um mantra ou objetivo em mente.

O que é meditação transcendental?

Ela consiste apenas em estar sentado confortavelmente durante vinte minutos, duas vezes ao dia. Para que a mente entre em uma profunda quietação.

Este procedimento tem por objetivo, durante sua prática, reduzir a atividade do corpo e do cérebro, promovendo assim o relaxamento natural do sistema nervoso. A meditação transcendental é a meditação mais estudada, contendo cerca 600 artigos publicados.

História da meditação transcendental

A meditação transcendental é um habito de origem Védica, que foi aprendida por um cientista durante treze anos no Himalaia. Ele tinha ido com o objetivo de realizar um estudo.

Chegando lá percebeu que sua definição de meditação era totalmente diferente do que lhe foi ensinado. Ao longo dos últimos cinquenta anos ele vem repassando os conhecimentos adquiridos para mais de quarenta mil professores.

Ele refere a esta meditação como caminho da mente até a felicidade.

Como praticar a meditação transcendental

A meditação transcendental apesar de ser a mais simples é a que demanda mais disciplina do praticante.

Este método utiliza de quarenta minutos por dia, sendo dividido em duas vezes durante o decorrer do dia.

Para essa prática você deve sentar-se de maneira confortável, já que passará vinte minutos na mesma posição.

Segundo o cientista é uma meditação que não pode ser feita sozinha, já que é necessário um treinamento de seis meses de período integral para que seja passa de forma que mantenha a tradição de sua realização. Mantendo também a eficácia de sua prática.

Diferença entre outras meditações

  • Apresenta benefícios imediatos.
  • Não é necessária uma mudança no seu estilo de vida.
  • As pesquisas envolvidas nesse a esta meditação mostra que ela ajuda no desenvolvimento do cérebro, aumentando sua criatividade, inteligência e capacidade racional para resolver problemas.
  • A prática se distingue por ser natural, sem necessidade de qualquer esforço e possuir resultados imediatos.
  • Ensinado por meio de tradição.
  • Foi relatado, por pessoas que realizaram, uma sensação de grande prazer e felicidade.

Motivos para praticar

Em seus benefícios é encontrado o melhor desenvolvimento do cérebro, assim as funcionalidades por ele exercidas serão condicionadas a um melhor desempenho. Evitando e prevenindo doenças relacionadas as disfunções cerebrais.

Ele oferece um estado de repouso que reduz os hormônios induzidos durante o período estresse, ou seja, promove o total relaxamento do corpo incluindo o sistema nervoso simpático.

Oferece uma qualidade de vida melhor e mais feliz. Refletindo diretamente no bom humor do praticante, que encontra se em uma energia positiva com mais disposição paras suas atividades e proatividades.

Em consequência do bom humor de quem pratica, há o melhor desempenho entre seus relacionamentos pessoais. A pessoa demonstrará mais afeto, mais gratidão e apreciação pelo outro. Esse bem-estar pode alterar o meio em que o indivíduo está inserido.

A prática da meditação em coletividade demonstrou um grande benefício. Além de melhorar convivência foi reduzido os índices de violência e de criminalidade, redução no número de acidentes, e até mesmo uma diferença até em índices de economia.

É, também, uma pratica comum entre empresários, já que estimula o desenvolvimento criativo e de soluções de problemas.

Apesar de todos os benefícios já citados, ela estimula o equilíbrio da fisiologia com o emocional. Com isso há promoção da melhora da qualidade de vida de uma forma natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *